Casamentos

Voltar

Comentários

O eterno feminino e o cotidiano

Após 10 anos sem expor na capital baiana, o artista plástico Maazo Heck abriu a exposição, Limites, anteontem, na Sala Contemporânea do Palacete das Artes. São 30 trabalhos, em dois conjuntos de pintura: as Backsides, da série O Eterno Feminino, em que o artista baiano pinta em 16 telas, nádegas de mulheres, e Inventário do Cotidiano, com 15 pinturas na forma de polípticos, com cenas sobre tudo que o cerca. Formado em Artes Plásticas na Escola de Belas Artes da Ufba, Maazo tem pós graduação pela Universidade São Judas Tadeu de São Paulo. Além da participação de individuais e coletivas, o artista baiano possui obras em diversas coleções particulares e oficiais na Bahia e no Museu de Arte do Parlamento de São Paulo. E mais: foi selecionado para o livro 100 artistas plásticos da Bahia, lançado na Galeria Prova do Artista, em Salvador, e para o volume 450 anos de Salvador e 500 Anos de Brasil. A mostra fica em cartaz até 18 de junho. Confira nos cliques de Paulo Sousa.

Outros Eventos